Arquivo de desafio rpg

Desafio RPG – Dia 29

Posted in artigos with tags , on Julho 29, 2011 by rsemente

Mais sobre o desafio RPG aqui

Dia 29 –  Meu desenvolvedor de jogos favorito

Essa é difícil, pois nunca me liguei muito no nome dos autores, então por isso vou contar aqui os autores que mais reconheço.

O mais famoso que ouvi falar é o Monte Cook, um dos três autores que contribuirão bastante com D&D 3E. Ele saiu da WoTC em 2001 mas mesmo assim continuou desenvolvendo RPG em uma editora própria, Mahavock Press, e publicou alguns dos suplementos mais bacanas do D&D, incluindo vários livros de regras alternativos como Arcana Unearthed e o Iron Might, e o cenário de Ptolus.

Mas atualmente um autor vem se sobressaindo entre os autores que conheço: John Wick.

Segundo a wikipedia ele é um dos autores mais conhecidos desse século e do seculo passado. joguei e li alguns dos seus livros, e só recentemente ao mestrar Shoot Gun Diaries que me toquei de toda sua obra. Houses of The Blooded é um RPG chamado Anti-D&D e  o Legends of Five Rings já apareceu em vários dias desse desafio. Melhor que falar dele é vocês conhecerem-no. Vão!!! o que estão esperando, procurem os livros deles e deem uma olhada, depois venham me dizer se a escolha não foi certa.

Desafio RPG – Dia 28

Posted in artigos with tags on Julho 28, 2011 by rsemente

Mais sobre o desafio RPG aqui

Dia 28 – RPG que eu achei que não ia gostar mas acabei amando

Essa pergunta é difícil, principalmente por que depois que você passa a gostar costuma esquecer que um dia já estranhou o jogo. Mas acho que o D&D Terceira Edição foi um. No início existia toda aquele burburinho, dizendo que era “O Um Sistema”, que era um RPG que permitia coisas lixo como um anão mago, um paladino que não fosse humano entre outras coisas, um complicado sistema de perícias, e Orcs agora poderiam ser uma raça jogável. Sacrilégio!!!

Depois que começamos a jogar vimos o que realmente era: Um dos sistema de RPG mais adaptáveis de todos, muitas novas ótimas escolhas para a criação de personagem, um equilíbrio maior que o anterior (ou um desequilíbrio menor), sistema com regras de ações sociais (muito simples, mas existe), e um sistema mais tático que o anterior.

Por tudo isso escolho D&D 3ª Edição o RPG que mais me surpreendeu.

Desafio RPG – Dia 27

Posted in artigos with tags on Julho 27, 2011 by rsemente

Mais sobre o desafio RPG aqui

Dia 27 – A cena mais épica ever…

Gostaria de colocar inicialmente o que eu acho épico: Épico não é ser fodão e fazer coisas fodonas, épico é fazer coisas além do que você seria capaz de fazer. Um karateca com 10 anos de experiencia ganhar uma competição onde ele é o mais experiente não é épico, mas um carateca ganhar um campeonato onde ele treinou poucos meses é épico (Karate Kid); Uma equipe completa da Swat enfrentar e vencer um grupo de terroristas é uma grande vitória, mas não é épico, já um policial comum enfrentar e vencer um grupo de terroristas sozinhos é épico (Duro de Matar).

Então enfrentar um desafio no D&D que seja adequado para seu nível de desafio não é épico, mas enfrentar monstros que são mais fortes que você naquele nível isso sim é épico.

Nesse caso boa parte do que é considerado épico em jogos como D&D rapidamente deixam de ser, apenas por que o sistema coloca o nome não significa que o seja (épico, épico, épico… tá triste, não?).

Agora podemos escolher com mais facilidade a cena realmente mais épica ever:

Em uma campanha massiva de Lobisomem (o Rage que já falei em outro post do desafio, quem achar pode mandar) onde jogava com Citizen, um Filho de gaia, fomos investigar onde se escondia uma matilha de Dançarinos da Espiral Negra (nojentos lobisomens corrompidos e geralmente deformados até os ossos). Chegamos até o pico do Cabugi, onde na Umbra detectamos seu covil. A região era toda corrompida, e eramos uma pequena matinha sem muito poder (acho que não passávamos de posto dois).

Após enfrentar a matinha de Dançarinos e alguns rastejantes fomos purificar a região, e meu personagem era o líder do ritual, todos anunciaram quanto de gnose gastariam e rolei os dados, foram mais de 10 sucessos! Purificamos nossos corpos, e toda a área que e depois descobrimos ser um pequeno Caern corrompido, e o que culminou na “desativação” completa do Caern!!!

É claro que não tenho certeza se foi tudo 100% desse jeito, fazem uns 8 ou 9 anos, mas lembro que foi uma grande vitória que trouxe um certo tempo de paz a toda comunidade Garou do Rio Grande do Norte.

Desafio RPG – Dia 26

Posted in artigos with tags on Julho 27, 2011 by rsemente

Mais sobre o desafio RPG aqui

Dia 26 – Melhor atuação em jogos

Esta é uma pergunta bem difícil. Não me considero um bom “ator”, e a maioria do grupo em que jogo fica no mesmo nível. A época que tive mais contato com RPGistas mais interpretativos foi quando jogava vampiro a mascara, mas boa a maioria não conhecia pessoalmente o que me faz pensar se realmente o pessoal estava interpretando ou não.

Mas vou colocar aqui meu personagem recente, Meric, Tubarão Negro (Ex-escravo e pirata), um Ranger no D&D 4ª Edição em uma campanha que se passa em um mundo de Dragonlance (com algumas adaptações é claro). Como o sistema de regras é cheio de efeitos especiais e descrições pífias o mestre sugere a discrição de nossas ações, e com isso acabo descrevendo mais do que geralmente fiz em outros jogos (principalmente por que tento imaginar como um espadachim faria algumas coisas sem os efeitos pseudo-mágicos do D&D 4ª edição).

Até hoje lembro da primeira cena do personagem:

Depois do navio em que se encontrava ser saqueado pelas hordas de Takhisis (Vulgo Tiamat) ele é raptado, posto uma venda, amarrado e jogado dentro de um saco. Dias depois de viver como prisioneiro ele é libertado no meio de um combate de heróis contra seus carrascos (os jogadores que já estavam jogando).

Ele se encontrava em um salão com uma ponte no meio de um rio de lava (ou outra coisa igualmente mortal não lembro) e nas paredes se encontravam varandas de pedra. Então mesmo desarmado e sem armadura ele pega uma espada no chão (de seu captor que foi morto), e começa a lutar, saltando de varanda em varanda e atacando junto com os heróis os malditos draconianos, um inigualável ato de coragem e heroísmo (ou apenas loucura quem sabe).

Depois disso ele ainda continua viajando com o mesmo grupo, virando um grande herói, mas sempre buscando retornar a liberdade dos mares e a vingança contra aqueles que o levaram a escravidão.

Desafio RPG – Dia 25

Posted in artigos with tags on Julho 26, 2011 by rsemente

Mais sobre o desafio RPG aqui

Dia 25 – Um RPG que eu planejo jogar

Essa resposta é simples e inacreditavel: GURPS 4ª Edição.

Consegui o livro a pouco tempo, cerca de um mês, e ainda não tive tempo de ler, mas agora que terminei o mestrado no dia 22/07, finalmente vou me dedicar ao sistema que imita a vida (ou a vida imita GURPS?).

Pretendo mestrar uma campanha no mesmo cenário que se passa o conto Os Filhos de Gliese que estou publicando semanalmente. Um cenário com muita aventura em um ambiente de ficção científica com um mundo de tecnologia relativamente baixa (pontos com tecnologia alta mas no geral um ambiente selvagem). Inclusive também pretendo iniciar uma campanha paralela pela internet, então os interessados é bom ficar de olho, instalar o Skype e provavelmente o RPGFirecast (estou estudando a possibilidade desse do RPG2ic e do Tauluko, então aceito sugestões.).

Desafio RPG – Dia 24

Posted in artigos with tags , on Julho 26, 2011 by rsemente

Mais sobre o desafio RPG aqui

Dia 24 –  Meu clássico favorito

Falar sobre clássicos pra mim é complicado. Apesar de jogar RPG a muito tempo, não é tanto tempo assim em comparação a outros dinossauros do RPG, e também observando vários RPGs modernos vemos o quão ruins alguns jogos eram. Mas ainda assim me lembro de alguns, e segundo o mesmo critério do Valberto eu escolho Vampiro a Mascará.

Esse RPG foi o precursor dos RPGs modernos de horror e mais interpretativo do que combativo (pelo menos essa era a proposta, apesar de que ele podia ser tanto combativo quanto qualquer D&D). Além disso ele popularizou várias características diferentes de se jogar RPG, como um mundo aberto (tipo Sand Box) e não dungeons como aventuras prontas. Utilização de personagens fortes socialmente e fracos combativamente e as famosas bolinhas.

O mundo expandido que ele gerou de toda linha do World of Darkness também é fantástica, em especial o Lobisomem o Apocalipse, até D&D tentou pegar um pouco o charme de horror de vampiro criando Ravenloft, e até hoje seu sucessor é o maior RPG de Horror pessoal do mundo.

Desafio RPG – Dia 15

Posted in artigos, Cinema, TV, e Vídeos with tags on Julho 25, 2011 by rsemente

Mais sobre o desafio RPG aqui

Dia 15 –  Uma screenshot/foto do que estou jogando agora

Desculpem o atraso, mas estive realizando esse desafio sob condições desfavoráveis, mas agora tudo mudou. Finalmente terminei o mestrado!

Então como desculpas sinceras coloco aqui um vídeo de alguns turnos da sessão de jogo que rolou sábado dia 23. Hoje coloco o vídeo e o conto, e amanham dois posts do desafio do dia 24 e 25, e no dia 27 coloco do dia 26 e 27, e ai já estaremos no fim (espero que consiga seguir esse pequeno cronograma).

Como vocês puderam ver é uma mesa de D&D 4ª Edição no mundo de Dragonlance, onde jogo com um Ranger que combate com duas armas, chamado Meric, Tubarão Negro. Infelizmente ninguém queria parar pra jogar e a imagem ficou focada apenas no tabuleiro, mas dá pra sentir o coro que foi a batalha.