Arquivo de marvel

Cinco (ou mais) Séries Imperdíveis da Marvel feitas pela Netflix!

Posted in artigos, Cinema, Cinema, TV, e Vídeos, e Vídeos, Quadrinhos with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on Junho 3, 2015 by rsemente

Depois do encerramento da segunda fase da Marvel (estou ignorando um pouco do Homem-Formiga), e a nova fase começar com várias séries televisivas em andamento (Agents of Shield, Agent Carter, Demolidor) e as vindouras séries (um possível spin-off de Agents of Shield com a Monchinbird-ou Roushinol, e as séries do netflix confirmadas Jessica Jones, Luke Cage, Punho de Ferro e os Defensores), o que vem depois é uma das grandes questões que todos estão se perguntando. Nisso tudo o rumor de uma série da netflix do Justiceiro me fez pensar “quais outras séries do Netflix seriam foda de se ver?”.

Nesse aspecto fiz esse exercício, considerando alguns fatores como não pensar em personagens que já apareceram nos filmes (tanto da Marvel, quanto da Fox e da Sony), e personagens que pertençam a Marvel.

Então vamos a lista de desejos:

Homem maquina: Como um grande fã de ficção cientifica e quadrinhos, um dos pesonagens que sempre me chamou atenção foi o homem-máquina, tanto quanto por sua personalidade forte, quanto por seus poderes, e nesse caso, por nunca ter participado de um super grupo por muito tempo. Sua relação com os robôs, em conjunto com a introdução de Ultron nos cinemas, permite a introdução de arcos do quadrinhos como a guerra dos robôs, que mostra ele apaixonado por Jocasta, uma robô com personalidade feminina criada por Ultron. Junto com sua personalidade humana querendo se tornar humano pode criar uma série com questionamentos dignos de Blade Runner e livros de Asimov.

machine man

Menção Honrosa 1: o Tocha-Humana original segue quase o mesmo esquema, mas gostaria de uma série na segunda guerra mundial, com os defensores originais, mas tudo isso contradiria o universo cinemático já estabelecido.

Tocha Humana

Cavaleiro Negro: um personagem clássico dos vingadores, que inclusive já foi líder do mesmo, e com um dos passados e dilemas mais trágicos da Marvel. Um cavaleiro imortal da Tabula Redonda, amaldiçoado com uma espada sanguinária, lutando para redimir sua alma poderiam ser uma base para uma série mostrando sua origem no passado, de forma realística como Game of Thrones, seriam algo muito foda. É claro que esqueceríamos seu pégasus pelo bom senso de tudo, mas magia negra, traições, e mortes sangrentas seriam demais.

cavaleiro negro

Hércules: Um dos personagens mais divertidos e poderosos da Marvel, fanfarrão, mulherengo e briguento, mas também com um passado trágico pronto para ser contado pela primeira vez da forma mais completa de todas, uma série contando seus 12 trabalhos, de uma forma completamente brutal, sanguinolenta e com criaturas gigantes e aterrorizantes, em um estilo parecido com a série Spartacus, seria absurdamente empolgante, isso é algo que espero desde que assisti o filme do Hércules com Lou Ferrino.

hercules

Capitã Marvel (Monica Rambeau): Novamente um caso de ficção cientifica só que agora acredito que poderia ser uma espacial. Poderia ser uma investigação com uma trama de invasão alienígena, onde ela partiria para o espaço tentar resolver o problema no espaço. Tudo bem que é algo que Não me lembro dela ter feito isso sozinha nos quadrinhos, mas poderia apresentar sagas estilo o Surfista Prateado (já que ele não está disponível…). Além do mais é uma personagem negra e uma das mais poderosas de todas, esquecida provavelmente por causa de sua etnia.

monica rambeau

Mulher-Hulk: A história de uma advogada que recebe uma transfusão de sangue de seu primo super poderoso e se torna uma super mulher verde… tudo bem que poderia ser uma série mais cômica do que realista (estilo Boston Legal, que tinha o James Spader/Ultron e o Eterno Capitão Kirk), mas seria bem legal, ver ela interagindo com o demolidor, justiceiro e outros personagens menores da Marvel, a e além do mais, ela é muito mais foda que o Deadpool, além deter quebrado a terceira barreira muito antes. Obs: vou ignorar o fato um fato que descobri recentemente que os direito do Hulk estão com a Universal, pois acredito que assim como foi feito com outros filmes que o personagem aparece, caso ela estiver no pacote do Hulk, a Marvel e Netflix poderia fazer um acordo para concretizar essa série megaboga.

she-hulk

Menção Honrosa 2: Uma mini série da Gata Negra poderia ser interessante, como um prelúdio de um filme do Homem-Aranha. Agora que o cabeça de teia faz parte do universo cinematográfico da Marvel seria interessante ver algo desse tipo. Sobre a história? Sei lá, algo bem missão impossível. E se a Felicia não estiver disponível, quem sabe usar a Hellcat ou a Tigra.

black cat hellcat

Menção Honrosa 3: Uma minissérie do Ghost Rider seria uma abordagem mais do que ideal para o personagem, mas para ficar longe do clichê (que provavelmente se o Justiceiro realmente for sair ela seria a escolha perfeita de combinação dos heróis), seria ótimo ver uma série de faroeste do ghost rider “original”!

   Ghost Rider

Anúncios

Super-Humanos de Stan Lee

Posted in Cinema, TV, e Vídeos with tags , , , , , , on Janeiro 31, 2011 by rsemente

Estava fazendo compra em um supermercado, quando pego uma revista para folhear, vejo uma matéria sobre super-heróis na TV e cinema e vou lá. Começo a ler, fala um pouco sobre The Cape, e logo depois sobre uma nova estreia no History Channel (canal que tem meu programa de TV favorito: The Universe).

A serie era estrelada por nada menos que Stan Lee, que criou a maioria dos grandes hérois da Marvel, e também já produziu e estrelou um “Ídolos de super-heróis”, ruim pra c@$&#&, mas que assisti só pra ver no que ia dar. Nesse Super Ídolos, umas 10 pessoas comuns vestidas de super heróis criadas por elas mesmo foram escolhidas dentre centenas de pessoas no esquema de seleção aberto. Então, escolhidos, cada um dos heróis (pessoas fantasiadas) iria passar por diversos desafios para mostrar ser digno do premio final, que se tinha dinheiro não lembro, mas o grande prêmio seria uma revista em quadrinhos sobre o herói e participação em um filme do SciFi Channel. Tosco ao extremo, e em algumas partes evidenciava não ser realmente um reality show, mas talvez simples (má) atuação de atores. Teve duas temporadas.

Mas Stan Lee não desiste, e depois de assistir um documentário sobre pessoas com super-habilidades, decidiu ele mesmo fazer um programa para encontrar essas pessoas. Com ajuda de um dos super-humanos do “documentário-inpirador”, Daniel Smith, um homem com maior elasticidade do mundo, ele busca novos super-humanos para provar que eles existem no mundo real.

Na verdade devido a idade, 88 anos, Stan lee não pode correr o mundo em busca desses supers reais, então quem vai é o homem borracha mesmo.

No primeiro programa eles encontraram alguns humanos realmente notáveis. Um Indiano que resiste a correntes elétricas mortais, 30 vezes maiores que o suficiente para matar um humano. Um cego de nascença que desenvolveu um sentido eco-localização. Um homem capaz de realizar cálculos mais rápido que um computador ou uma turma de matemáticos.  Um homem que apesar de não parecer um halterofilista, consegue fazer muito mais que os mesmos, como dobrar barras de aço, e impedir que uma motocicleta harley davidson saia do lugar.

Encontrada as pessoas, eles testemunham seus poderes, e os levam para especialistas em na área em que o poder deve estar associado, para descobrir a fonte de seus poderes extraordinários. Felizmente para os super-humanos, eles são analisados de forma não invasiva, e o máximo de complexidade de exames foi uma tomografia.

Alguns desses dons já tinha visto, como a capacidade de cálculos instantâneos (e acho que era outro cara), ou a eco-localização (que mostrava um adolescente e outro homem que não lembro se era o mesmo do episódio). Mas o homem elétrico e o com super força foram impressionantes.

A unica coisa que faltou no programa foi a existência de uma comparação desses supers reais com os supers dos quadrinhos (que foi feito no programa que inspirou esse0, e até quem sabe em uma espécie de como seria se esses caras utilizassem suas habilidades para salvar pessoas.

Em breve pretendo colocar a adaptação da maioria desses super-humanos para RPG. O sistema deverá ser GURPS, pois poderei ter um melhor paralelo com a realidade do que Mutantes e Malfeitores, e incluirei também como eles poderia utilizar seus poderes para ajudar outras pessoas.

Novos Arquétipos:A Criatura e o Mestre

Posted in personagens with tags , , , , , , , , , , , , , on Fevereiro 17, 2010 by rsemente

Dessa vez trazemos um conceito de personagem raro e difícil de imaginar como fazê-lo, mas nos resolvemos isso pra você.

A criatura e O mestre

A criatura e O Mestre é um arquétipo de herói as avessas, onde o personagem principal é um herói fraco que treina ou constrói uma poderosa criatura ao qual segue todas as ordens do mestre. Também há a possibilidade de que o mestre é tão poderoso quanto a criatura.

Construindo A criatura e O mestre: Para criar esses personagens o jogador deve primeiro construir a criatura (um monstro ou robô) e esse deve comprar o talento parceiro para a construção do mestre, mesmo que a relação hierárquica seja inversa (o parceiro que manda no personagem principal), podendo ser controlado pelo mestre do jogo na situação que ele desejar (inconsciência do mestre).

Outra forma de criá-los é usando o poder Invocar (capangas), criando apenas uma criatura poderosa invocada, e para manter o sentido do personagem adicionar o extra de heróico. Dessa forma o personagem principal gastará cerca de 30 pontos para criar A Criatura, em uma campanha de PL 10. Dessa forma o mestre poderá ser bem poderoso.

Exemplos de A criatura e O mestre: Daisako Kusama e o robô gigante, Os Herculóides, Johnny Trovoada e Thunderbolt (DC), Juston Seyfert e o sentinela Mk VI (Marvel), Os Sábados Secretos.

A criatura – NP 10 (150 pp)

“O que o mestre ordenar!”

Habilidades: For 34, Des 10, Con -, Int 10, Sab 10, Car 10

Pericias: Intimidação 12 (+14, +2 devido a tamanho), Notar 4 (+4), Furtividade 0 (-4, devido a tamanho)

Feitos: Ataque imprudente, interpor-se, ataque poderoso, parceiro 15.

Poderes: Alongar 1, imunidade 40 (fortitude,  efeitos mentais), Proteção 12 (extra: impenetrável), Super-força 4 (carga pesada: 21,6 ton),  crescimento 4 (+8 for, +4 con, tamanho grande, feitos: inato, extra: continuo, defeitos: permanente)

Combate: Ataque 7 (Dano +12), agarrar +24 (+25 com alongar); Defesa +7, derrubar -12, Iniciativa +0

Salvamentos: Resistência +12 (impenetrável), Fortitude -, Reflexos +1, Vontade +6

Matemática: Habilidades 6 + Perícias 4 (16 graduações) + Talentos 18 + Poderes 89 + Combate 28 + Salvamentos 5 = 150

O Mestre – NP 5 (75 pp)

“Esmague ele!!!”

Habilidades: For 8, Des 14, Con 12, Int 14, Sab 14, Car 16

Pericias: Conhecimento (terreno) 8 (+15), Futividade 8 (+12), investigação 8 (+11), notar 8 (+10), diplomacia 8 (+12).

Feitos: Iniciativa aprimorada, segunda chance (teste de furtividade), rolamento com golpe 3, sorte 2, ataque furtivo 2.

Poderes: Controle de plantas 4

Combate: Ataque 5 (dano: ); Defesa 5, Iniciativa +8

Salvamentos: Resistência +4, Fortitude +5, Reflexos +5, Vontade +5

Matemática: Habilidades 18 + Pericias 10 (40 graduações) + Talentos 9 + Poderes 8 + Combate 20 + Salvamentos 10 = 74

Esses personagens são baseados na imagem, e representa uma menininha com poderes de controlar plantas e um grande espírito da floresta que ela controla plenamente.

Filmes DC, o por que de seu fracaço.

Posted in artigos, Cinema, TV, e Vídeos with tags , , , , , , , on Junho 13, 2009 by rsemente

É incrível como são poucos os filmes de respeito de personagens da DC.

supermanO primeiro filme a utilizar com “credibilidade” os efeitos especiais foi “Superman – o filme” de 1978, sua continuação também foi bem sucedida, e Zod e seus capangas são até hoje um dos vilões mais icônicos já vistos. Em 1989 foi lançado Batman de Tim Burton, que apesar de todos os problemas (Michael Keaton, Batman matando, roupa dura…), mas mostrou que filmes de heróis podem ser filmes bem sucedidos.

Batman1989Mas a década de 90 inteira foi um período de filmes meia boca (incluindo as continuações galhofas de Batman de Joel Schumacher), mas foi o inicio dos efeitos especiais de computação gráfica, que permitiram tornar realidade muitas criaturas (dinossauros, alienígenas…). Eles ainda eram trabalhosos e funcionais apenas em cenários controlados demais, nada dinâmicos o suficiente para criação de metade das cenas em um filme.

batman beginsEm 2000 as portas foram reabertas por X-Men, de Bryan Singer, e em breve a DC tentaria entrar nesse novo filão. A primeira tentativa foi com um dos heróis mais realista, em um mundo de heróis hiper-poderosos com as origens mais absurdas de seus poderes, esse herói não possui nenhum. Batman Begins (2005) foi um sucesso imediato, e sua continuação Batman Cavaleiro das trevas (2008) foi maior ainda, mas ainda não temos super poderes de verdade. Continuar a ler

O que diferencia Watchmen das outros HQs?

Posted in artigos, Quadrinhos with tags , , , , , , on Maio 27, 2009 by rsemente

É uma pena que Alan Moore não tenha feito nenhuma continuação de Watchmen, mas talvez tenha sido melhor assim, pois poderíamos começar a ver algumas “bizarrices” que desvirtuassem a “suposta idéia” do mundo original apresentado na Graphic Novel original. E talvez não seja necessário isso, após Watchmen o mundo dos quadrinhos foi mudando aos poucos, os roteiristas começaram a tentar tornar os heróis mais realistas, mostrando preocupações mais reais e questões profundas de suas personalidades.

Isso tudo por que ele trabalha uma questão que quase nunca é vista nos ouros quadrinhos: Idade.

comediante1comediante2Não que esse seja o único diferencial de Watchmen, mas é o que mais me traz a sensação de credibilidade e humanidade dos heróis. Mas mesmo assim, nenhuma obra realmente se aprofundou tanto quanto Wacthmen (nesse e em outros aspectos). Poucos heróis dos quadrinhos realmente envelheceram. Continuar a ler

Nova Arma: Espada Dupla

Posted in Equipamento with tags , , , , , , , , , , , , , , on Maio 22, 2009 by rsemente

espada dupla“Se uma lamina faz um bom estrago por que não duas?”

Deve ter sido pensando assim que o conceito da espada dupla foi criada. Consiste em uma espada que possui duas laminas, onde uma está do lado da outra (e não de lados opostos, como na espada de duas laminas). Dessa forma um ataque desferido com essa arma permite dois corte ao mesmo tempo.

Por existir duas laminas essa arma também é mais difícil de ser aparada e facilita desarmar outras (segurando a arma do oponente entre suas duas laminas), apesar do oponente poder usar isso para facilitar o desarme da espada dupla. Mas as mesmas duas laminas divide o ponto de impacto do golpe em dois, dificultando golpes mais precisos. Continuar a ler