Origem das Expressões Usando o Google


Estimulado pelo Nerdcast – 765 – Não vale usar Google 3, fiz uma pesquisa dessas expressões bizarras do nosso português. Obs: não coloquei a explicação, para isso coloquei o link da origem em alguns, e em outros basta assistir o programa.

Peidar na farofa

A expressão original vem da expressão popular “se deve peidar na farofa”, ou seja, se você peidar em uma coisa, como a farofa, estraga o prato. Então, quem estragou alguma coisa, “peidou na farofa”.

Cú d’agua

A origem da expressão é a comparação com o nome dado a libélula, que parece muito feliz quando na presença de água.

http://www.filologia.org.br/xxii_cnlf/completo/cavalinho_de_judeu_THIAGO.pdf

de cú é rola”

A origem da expressão era conotação sexual mesmo, mas que após um tempo se transformou em uma substituição genérica de coisa que não se deseja.

https://pt.quora.com/Qual-o-sentido-da-express%C3%A3o-de-baixo-cal%C3%A3o-de-c-%C3%A9-rola-Eu-sei-como-usar-e-em-quais-situa%C3%A7%C3%B5es-mas-exatamente-o-que-estamos-dizendo-quando-a-usamos

Até o cu fazer bico

A expressão teve origem em outra expressão mais chula “dar até o cu fazer bico”, mas que com o tempo começou a ser utilizada para fazer outras ações de forma exagerada, como “dormir até o cú fazer bico”.

https://pt.wiktionary.org/wiki/at%C3%A9_o_cu_fazer_bico

Pego com a boca da botija

Antigamente as botijas eram usadas para guardar água ou vinho, mas também joias, e quando um ladrão era pego roubando a botija de alguém surgiu a expressão. Há diversas historias de lampião e suas botijas, verdadeiros tesouros do sertão.

http://www.agora.com.vc/noticia/-pegar-com-a-boca-na-botija-

Mais feliz que pinto no lixo

Um pinto no lixo fica muito feliz, pois devido a seu tamanho pequeno consegue entrar e explorar restos de comida inacessível a outros animais, ficando assim muito feliz. A expressão foi imortalizada pelo cantor Jamelão que definiu o estado de espírito do então presidente dos EUA de Bill Clinton que “Estava contente como pinto no lixo”, dançando com monumentais mulatas.

https://www.dicionariopopular.com/pinto-no-lixo/

A Rodo

Expressão original era “pegar a rodo”, que faz a comparação da pessoa com o rodo, que é usado para pegar muita água, pegar a rodo.

https://www.dicionarioinformal.com.br/passar+o+rodo/

Descer na banguela

O termo “banguela” vem da cidade angolana de Benguele, que segundo os relatos seu povo limava os dentes incisivos das crianças. Então o termo foi transponível para quando não se usa os dentes da transmissão em uma descida, para, erroneamente, tentar se economizar combustível, se usa o motor na “banguela”.

https://history.uol.com.br/videos/historia-das-palavras-banguela

Fazer de gato e sapato

A expressão “Fazer de gato e sapato” foi alterada ao longo dos séculos, a original usava o termo “gato-sapato”, que era uma brincadeira semelhante a cabra-cega (ou cobra-cega), onde uma criança era vendada e tinha que pegar outra criança que seria a próximo “gato”, enquanto isso as outras crianças podiam dar sapatadas a vontade no pobre do “gato”.

A brincadeira vendada teve origem na grecia e roma antigas, onde eram chamadas respectivamente de Chalké muia e Musca aenea (que significa Mosca de Latão, esse significado sim provavelmente perdido no tempo), onde a criança vendada tinha que descobrir quem era as demais tocando o rosto, mas poderia adquirir conotações mais ‘quentes’ quando praticada por adultos, o que lembra o gato mia, brincadeira semelhante no escuro.

https://veja.abril.com.br/blog/sobre-palavras/como-surgiu-a-expressao-fazer-gato-sapato-ou-seria-gato-e-sapato/

Vaca foi pro brejo

Em tempos de seca o gado geralmente vai procurar o pasto mais fresco, que se encontrava nos brejos, e por ser um animal pesado tinha grande chance de atolar e dava muito trabalho, podendo vir até a falecer.

https://www.soportugues.com.br/secoes/artigo.php?indice=57

Pensarna morte da bezerra

Tem duas tem duas histórias para a origem dessa expressão. A primeira e mais plausível, se refere a uma passagem da cultura hebraica, onde o filho do rei Absalão tinha grande apego por uma vaca que foi sacrificada por ordem do pai, e ficou pensando e chorando muito no animal até o fim da vida, ou até tenha morrido por conta da tristeza. A segunda se refere a um possível criminoso chamado de Bezerra em Portugal, que após ser pego por seus crimes teve morte horrível nas mãos da população, que após o ato ficou “pensando na morte do Bezerra”, e que depois se transformou na expressão conhecida.

https://www.significados.com.br/pensar-na-morte-da-bezerra/

Dar com os burros n’agua

Tem origem no fato da dificuldade que os tropeiros (condutores de gados) tentavam atravessar um riacho com os animais, o que era um entrave, “dando com os burros n’agua”.

https://www.gramatica.net.br/origem-das-palavras/origem-da-expressao-dar-com-os-burros-nagua/

A cobra vai fumar

Veio da entrada do Brasil na segunda guerra, onde se circulava na impressa e/ou no povo a expressão “É mais fácil uma cobra fumar cachimbo do que o Brasil entrar na guerra”. No entanto, é incerto quem a falou pela primeira vez a expressão, alguns atribuem ao Próprio Getúlio Vargas, que tinha inclinações Nazifascistas, outros a um jornalista carioca, bem plausível diante da sagacidade e malandragem desse povo fantástico, ou até mesmo a Hitler.

https://incrivelhistoria.com.br/a-cobra-vai-fumar-1944/

Fumar as vinte

“As vinte” é referência as vinte tragadas que supostamente consegue se dar com a última parte do cigarro, ou gimba. Não tem nada a ver com as 20 voltas de pólvora (acho que alguém tomou cafezinho de artista).

https://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2006/05/060524_ivanlessa

Nascer de bunda pra lua

Antigamente um bebê quando nasce com a bunda primeiro tinha grande chance de morrer, e caso sobrevivesse ao parto era conhecido uma pessoa sortuda desde criança.

http://meusditos.blogspot.com/2007/07/de-bunda-pr-lua.html

Chorar as pitangas

Existem duas explicações para esse termo. Segundo um filologo do século XIX, Antônio Carlos Lopes, o termo se refere ao significado pitanga em guarani significaria criança, e chorar como uma pitanga, seria como chorar como uma criança. A segunda origem relatada pelo grande brasileiro, e Potiguar, Luís Câmara Cascudo, se refere a expressão portuguesa “chorar lágrimas de sangue” que teria sido adaptada para a expressão em questão em substituição do sangue pela pitanga, que é um fruto pequeno, vermelho, doce e azedo, lembrando uma gota de sangue.

https://veja.abril.com.br/blog/sobre-palavras/de-onde-veio-a-expressao-chorar-pitanga/

Cheio de nove horas

Quem nos ajuda novamente nessa expressão é o natalense Luís Câmara Cascudo diz que muito antigamente as nove horas era o período limite em que todos deviam estar em casa, então era a partir da li que quem teimava em se encontrava nas ruas eram considerados boêmios e malandros, ‘pessoas cheias de nove horas’.

https://veja.abril.com.br/blog/sobre-palavras/de-onde-veio-a-expressao-cheio-de-nove-horas/

Onde Judas perdeu as botas

Se refere de fato ao Judas que traiu Jesus, que teria recebido 30 moedas e as guardado nas botas, onde teria escondido as botas em algum lugar muito distante devido a seu arrependimento pela traição, e possivelmente estariam amaldiçoadas (será que o Santo guerreiro de Eduardo Sporh as encontram nos próximos livros?).

https://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/onde-judas-perdeu-as-botas.htm

Fazer um pé-de-meia

A expressão veio de fato de uma ação literal que as pessoas antigamente guardavam dinheiro na meia e costuradas e guardadas em gavetas e outros cantos.

https://pt.quora.com/Como-surgiu-a-express%C3%A3o-p%C3%A9-de-meia

Fulano é X9

Existem duas explicações, onde provavelmente uma levou a outra. A mais antiga se refere a um personagem de quadrinho de 1934, o agente X9, que foi publicado no Brasil até a década de 70, e contando com um filme. Nesse caso X9 seria um agente infiltrado. Na segunda explicação X9 era um pavilhão de presos do antigo presídio do Carandiru que teriam cometido crimes hediondos, e por isso tinham que ser isolados dos demais, e acabavam por se tornarem informantes da polícia (só não sei se receberam esse nome devido ao personagem da década de 30).

https://www.significados.com.br/x9/

Zé ruela, ou zé arruela

Possivelmente teve origem que muitos mecânicos acharem que a arruela não serve para nada (apesar de servir pra aumentar a vida útil dos parafusos), então o zé arruela viria a ser um cara que não serve para nada, um otário.

https://portuguese.stackexchange.com/a/5879/9206

Zé Mané

Mané vem de Manoel, e como geralmente Manoel é um nome considerado português, e erroneamente dizem que os portugueses são bobos, ser chamado de Manoel (da Padaria), Mané, ou Zé Mané, significaria uma pessoa abobalhada.

O ó do borogodó

A expressão pode ter sentido positivo ou negativo, dependendo da região ou uso. Mas a origem está na palavra borogodó (provavelmente de origem africana), que significa algo especial, algo que atrai. Dai, o “ó” seria nada demais dentro do borogodó (pois é a letra mais comum da palavra), adquirindo conotação negativa, ou seria a letra mais especial (por ser a última letra, e ser tônica, ou por ser o que liga as outras consoantes), gerando assim um sentido ainda mais especial para algo já atrativo.

https://sitiocasarao.blogspot.com/2015/07/mas-afinal-o-que-significa-o-o-do.html

Na aba

Vem de fato da expressão “aba do meu chapéu”, e foi imortalizada com o sentido de uma pessoa se aproveitando de uma situação na música de 1997 de Martinho da Vila. Mas a expressão também é encontrada em uma quadrinha, se referindo a gotas de chuva que ficaram presas na aba do chapéu.

http://www.qdivertido.com.br/verfolclore.php?codigo=19

Dor de cotovelo

O significado original dessa expressão significa inveja, e vem do ato que até hoje damos cotoveladas nas outras pessoas para que ela “se toque” de sua atitude que está causando inveja no outro.

https://www.soportugues.com.br/secoes/proverbios/dorcotovelo.php

Segurar vela

A origem da expressão é bem próxima da apresentada por Azaghal no Nerdcast, onde na frança medieval um criado era incumbido de segurar a vela para o senhor fazer relações com luz, onde o mesmo tinha que ficar de costas para manter a privacidade do senhor.

https://mundoeducacao.uol.com.br/curiosidades/segurar-vela.htm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: