Arquivo de hulk

Cinco (ou mais) Séries Imperdíveis da Marvel feitas pela Netflix!

Posted in artigos, Cinema, Cinema, TV, e Vídeos, e Vídeos, Quadrinhos with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on Junho 3, 2015 by rsemente

Depois do encerramento da segunda fase da Marvel (estou ignorando um pouco do Homem-Formiga), e a nova fase começar com várias séries televisivas em andamento (Agents of Shield, Agent Carter, Demolidor) e as vindouras séries (um possível spin-off de Agents of Shield com a Monchinbird-ou Roushinol, e as séries do netflix confirmadas Jessica Jones, Luke Cage, Punho de Ferro e os Defensores), o que vem depois é uma das grandes questões que todos estão se perguntando. Nisso tudo o rumor de uma série da netflix do Justiceiro me fez pensar “quais outras séries do Netflix seriam foda de se ver?”.

Nesse aspecto fiz esse exercício, considerando alguns fatores como não pensar em personagens que já apareceram nos filmes (tanto da Marvel, quanto da Fox e da Sony), e personagens que pertençam a Marvel.

Então vamos a lista de desejos:

Homem maquina: Como um grande fã de ficção cientifica e quadrinhos, um dos pesonagens que sempre me chamou atenção foi o homem-máquina, tanto quanto por sua personalidade forte, quanto por seus poderes, e nesse caso, por nunca ter participado de um super grupo por muito tempo. Sua relação com os robôs, em conjunto com a introdução de Ultron nos cinemas, permite a introdução de arcos do quadrinhos como a guerra dos robôs, que mostra ele apaixonado por Jocasta, uma robô com personalidade feminina criada por Ultron. Junto com sua personalidade humana querendo se tornar humano pode criar uma série com questionamentos dignos de Blade Runner e livros de Asimov.

machine man

Menção Honrosa 1: o Tocha-Humana original segue quase o mesmo esquema, mas gostaria de uma série na segunda guerra mundial, com os defensores originais, mas tudo isso contradiria o universo cinemático já estabelecido.

Tocha Humana

Cavaleiro Negro: um personagem clássico dos vingadores, que inclusive já foi líder do mesmo, e com um dos passados e dilemas mais trágicos da Marvel. Um cavaleiro imortal da Tabula Redonda, amaldiçoado com uma espada sanguinária, lutando para redimir sua alma poderiam ser uma base para uma série mostrando sua origem no passado, de forma realística como Game of Thrones, seriam algo muito foda. É claro que esqueceríamos seu pégasus pelo bom senso de tudo, mas magia negra, traições, e mortes sangrentas seriam demais.

cavaleiro negro

Hércules: Um dos personagens mais divertidos e poderosos da Marvel, fanfarrão, mulherengo e briguento, mas também com um passado trágico pronto para ser contado pela primeira vez da forma mais completa de todas, uma série contando seus 12 trabalhos, de uma forma completamente brutal, sanguinolenta e com criaturas gigantes e aterrorizantes, em um estilo parecido com a série Spartacus, seria absurdamente empolgante, isso é algo que espero desde que assisti o filme do Hércules com Lou Ferrino.

hercules

Capitã Marvel (Monica Rambeau): Novamente um caso de ficção cientifica só que agora acredito que poderia ser uma espacial. Poderia ser uma investigação com uma trama de invasão alienígena, onde ela partiria para o espaço tentar resolver o problema no espaço. Tudo bem que é algo que Não me lembro dela ter feito isso sozinha nos quadrinhos, mas poderia apresentar sagas estilo o Surfista Prateado (já que ele não está disponível…). Além do mais é uma personagem negra e uma das mais poderosas de todas, esquecida provavelmente por causa de sua etnia.

monica rambeau

Mulher-Hulk: A história de uma advogada que recebe uma transfusão de sangue de seu primo super poderoso e se torna uma super mulher verde… tudo bem que poderia ser uma série mais cômica do que realista (estilo Boston Legal, que tinha o James Spader/Ultron e o Eterno Capitão Kirk), mas seria bem legal, ver ela interagindo com o demolidor, justiceiro e outros personagens menores da Marvel, a e além do mais, ela é muito mais foda que o Deadpool, além deter quebrado a terceira barreira muito antes. Obs: vou ignorar o fato um fato que descobri recentemente que os direito do Hulk estão com a Universal, pois acredito que assim como foi feito com outros filmes que o personagem aparece, caso ela estiver no pacote do Hulk, a Marvel e Netflix poderia fazer um acordo para concretizar essa série megaboga.

she-hulk

Menção Honrosa 2: Uma mini série da Gata Negra poderia ser interessante, como um prelúdio de um filme do Homem-Aranha. Agora que o cabeça de teia faz parte do universo cinematográfico da Marvel seria interessante ver algo desse tipo. Sobre a história? Sei lá, algo bem missão impossível. E se a Felicia não estiver disponível, quem sabe usar a Hellcat ou a Tigra.

black cat hellcat

Menção Honrosa 3: Uma minissérie do Ghost Rider seria uma abordagem mais do que ideal para o personagem, mas para ficar longe do clichê (que provavelmente se o Justiceiro realmente for sair ela seria a escolha perfeita de combinação dos heróis), seria ótimo ver uma série de faroeste do ghost rider “original”!

   Ghost Rider

Anúncios

50 anos de Vingadores!

Posted in artigos, Quadrinhos with tags , , , , , , , on Maio 5, 2012 by rsemente

Antes de tudo: Os Vingadores é um filme foda!!!

Depois de ouvir alguns casts sobre o filme e sobre os vingadores, vi como os heróis estavam uma zona (como nunca deixaram de ser), mas eu parei de ler depois de Ousloght (quando os Vingadores se sacrificaram na revista e no mundo real foram criado os Vingadores da image), mas quando comecei a ler não lembrava, então fui pegar imagens que lembrassem de cada época e cheguei a conclusão que li sagas de mais ou menos 1989 até 1998, isso em datas de publicação americana, no Brasil coloque pelo menos dois anos de atraso e sei de quando a quando leio essa bagaça.

Ótimo, mas o trabalho que tive para pegar imagens dos grupos e lembrar as épocas foi bem exaustivo, mas também bem viciante, querendo me atualizar em como eles estavam atualmente (com o Homem Aranha e o Wolverine, WTF!!!). E para não perder todo esse trabalho vou colocar aqui as fotos dessa minha pesquisa, cujas fontes principais foram a wikipedia, na página que tem quando cada personagem entrou para os vingadores, e o site da Marvel. As images foram tiradas de dezenas de fontes diferentes, mas o direit de todas elas pertencem invariavelmente a Marvel.

1963

1964

1976

1979

1980

1989

1991

1993

1998

2001

2002

2004

2005

Uma época em que muita coisa aconteceu com os novos vingadores , como a entrada de Wolverine e Homem-Aranha.


2006 – 2007

Época da guerra civil, como podem perceber não há o Capitão América, e está cheio de vilões.

2009

2010

Um ano com muitas equipes ao mesmo tempo (seguindo o sucessos dos filmes da Marvel e prevendo o sucesso do futuro vingadores)

Alguém pode me dizer quem é o cara com nuntchaco? (se for o Mestre do Kung Fu nem me fale)

Uma ilustração megaboga com heróis e vilões:

Uma bela ilustração de Alex Ross com alguns dos vingadores mais clássicos:

Os Heróis Mais Poderosos da terra (2010)

O Desenho mais foda dos vingadores jamis feito, uma verdadeira referencia a tudo já feito.

2012

Os Vingadores: Em Joss Whedom nós acreditamos!

Posted in artigos with tags , , , , , , , , on Abril 28, 2012 by rsemente

Resenha SEM Spoilers

O melhor filme de super heróis, o primeiro filme de super-heróis, O filme de ação mais fantástico de todos os tempos, a história mais épica já mais vista no cinema, o filme com mais protagonistas super-poderosos já feito, a melhor e mais sequencia de filmes já executada.

Esses são apenas alguns dos títulos que posso dar para esse filme: Os Vingadores.

Hulk (2003), Homem de ferro (2008), O Incrível Hulk (2008), Homem de Ferro 2 (2010), Thor (2011), Capitão América: O Primeiro Vingador (2011) são os filmes que podem ser considerados como a base para esse grande filme que é Os Vingadores. Um filme que reuniu quatro protagonista de filmes de super-herói, além de mais três coadjuvantes, dois deles elevados quase a protagonistas (Gavião Arqueiro e Viúva Negra).

Essa é uma longa estrada de seis filmes, com erros, mas com grandes acertos, uma jornada de 10 anos que com certeza ficaram marcados na história da industria cinematográfica.

Agora chega de babação e vamos para a resenha.

O Filme

Com uma história que depende fortemente dos filmes do Thor e do Capitão América, ela é bem simples, e de certa forma até rápida, mas cheia de reveses. Os heróis não são introduzidos nem reunidos de forma forçada, e há um motivo para tudo. O plano dos vilões não é realmente genial, mas é bastante eficiente, e a ação dos heróis contra a ameaça é bem ingenua (principalmente considerando que estão sendo patrocinados por uma agencia de espionagem internacional).

Mas não é para ver uma genialidade que procuramos ver o filme. Estamos lá para ver heroísmo, para ver super poderes na grande tela,  para ver materializada as histórias de nossa infância e adolescência dos quadrinhos como se realmente existissem nesse mundo. E nisso o filme é impecável.

Podemos dividir o filme em quatro atos. O Prologo, onde são apresentados os vilões, A Reunião, onde os heróis se reúnem, O Ataque, onde vemos todos os heróis em ação ao mesmo tempo, e A Batalha Final, onde vemos finalmente todos os heróis juntos derrotar o vilão.

O Prologo apesar de ser curto possui bastante ação, diferente de muitos filmes que se arrastam por muito tempo até que algo aconteça de explosivo. Mas não temos os super heróis, só os “Super Normais”. Mas temos super vilões.

Na Reunião temos a ação dos primeiros heróis, primeiro como era de se esperar do primeiro vingador, segundo do grande homem de ferro e por fim do Shakespeariano Thor. Aqui começa também os vários confrontos entre heróis do filme, algo bastante comum entre os crossovers de super-heróis nos quadrinhos (inclusive vemos isso na primeira história dos Vingadores no quadrinho).

No Ataque vemos muita ação, aqui é onde o filme explode, e continua até o fim do filme, non stop. Vemos pela primeira vez o Incrível Hulk, e confesso que por uns 5 segundos tive medo de sua caracterização em CG ter ficado muito ruim, mas logo isso se mostrou errado. O Hulk é um dos mais inovadores personagens de super heróis que acho dos quadrinhos, e esse filme realmente o Hulk brilha como nunca antes brilhou, inclusive ofuscando o Invencível Homem de Ferro.

Na Batalha Final todos os heróis começam a trabalhar juntos em uma das maiores cenas de ação do cinema jamais vista, durando mais de 30 minutos de ação consecutiva. Nova York é atacada pelos vilões e eles finalmente se reúnem para defender a cidade e o mundo. Não há mais palavras que eu possa indicar o quão grandiosa essa grande cena é sem dar Spoilers, mas tudo que se gostaria de ver está lá. Também é nela que tive a unica grande decepção do filme que foi a previsão de algumas coisas que aconteceriam devido a cenas dos trilers.

Agora falemos de cada um dos heróis.

O Incrível Hulk

A grande surpresa do filme. Um personagem que sofreu com um primeiro filme cheio de erros (mas que não foi feito pela Marvel independentemente), com um segundo filme divertido (e que me deu esperança para um filme do Capitão América e dos vingadores devido a cena de luta no Parque) mas sem grande impacto, e ainda por sofre uma terceira mudança de ator. Ele demora a chegar no filme, mas quando chega vemos realmente a materialização do Gigante Esmeralda em toda sua fúria e poder. Realmente o que vemos é incrível, e pelo que todos que eu ouvi na saída do filme foi o herói que mais impressionou (minha esposa e uma colega adoraram!).

O Invencível Homem de Ferro

Em time que se está ganhando não se meche. Essa é uma das leis imutáveis do universo e que a Marvel respeitou com muito esmero. Humor, ação, tecnologia, interpretação, fanfarronice, bebedeira… tudo isso está presente no Homem de Ferro. Além disso eles me surpreenderam novamente com as novas bugigangas de Tony Stark, coisa em que não esperava em um filme dos Vingadores.

O Poderoso Thor

Chega de romance sem sal, e vamos para a porrada. Esse foi o acerto do filme em relação a esse personagem. Ele fala pouco e bate muito. Participa em quase todas as cenas de ação, e apesar de ser apresentado em algumas cenas como o mais poderoso ele foi deixado um pouco apagado (assim como nos quadrinhos) para não ofuscar o restante do grupo. Apenas por isso ele não foi perfeito em sua participação, podendo ter uma cena a mais como o centro da atenção.

O Capitão America

Também uma boa surpresa, um personagem sempre deslocado nas telas, o banderoso aqui serviu como realmente ele deve servir, como a inspiração. As suas cenas de luta realmente ficaram fodas e várias vezes ele é o centro dos holofotes. Além disso eles apresentaram com grande maestria umas das grandes habilidades do personagem, a liderança.

A Viúva Negra

O herói que achei mais fraco do filme, isso mais por uma interpretação insossa da atriz, que nem de longe conseguiu passar o ar de mistério e charme que a personagem sempre trouxe nos quadrinhos. Suas cenas de ação ficaram muito boa, inclusive uma delas achei ótima, apresentando como suas habilidades podem fazer uma diferença em um time de titãs.

O Gavião Arqueiro

Outra grande surpresa do filme. Ele apareceu rapidamente no filme do Thor, e nunca disparou uma flecha nas telas, mas quando fez aqui mostrou o que realmente é um arqueiro épico. Ele não sai como Legolas surfando em escadas ou se balançando quase como o homem aranha, ele é um arqueiro Sniper e essa habilidade se mostrou surpreendente em telas e bastante útil no super grupo.

Conclusão

 O filme merece nota 9.8. Os únicos problemas que vi foram a Viúva Negra, a cena relevante do Triler, e dois pequenos grotesco de erros física (mas isso é mais babaquice minha do que um grane problema). Outra coisa que pode desagradar os fãs que ainda leem os quadrinhos é um dos vilões, que como nunca tinha visto estranhei um pouco. Outras coisas que tornaram o filme foda foi o gasto zero em romance, uma carga dramática ideal, as piadas bem boladas (não só pelo Robert Downey, mas por vários outros), um vilão realmente convincente, e não tentar ser um filme cabeça (apesar de ter pontos inteligentes).

Então que venha os Vingadores 2! Avante Vingadores!