Os Vingadores: Em Joss Whedom nós acreditamos!


Resenha SEM Spoilers

O melhor filme de super heróis, o primeiro filme de super-heróis, O filme de ação mais fantástico de todos os tempos, a história mais épica já mais vista no cinema, o filme com mais protagonistas super-poderosos já feito, a melhor e mais sequencia de filmes já executada.

Esses são apenas alguns dos títulos que posso dar para esse filme: Os Vingadores.

Hulk (2003), Homem de ferro (2008), O Incrível Hulk (2008), Homem de Ferro 2 (2010), Thor (2011), Capitão América: O Primeiro Vingador (2011) são os filmes que podem ser considerados como a base para esse grande filme que é Os Vingadores. Um filme que reuniu quatro protagonista de filmes de super-herói, além de mais três coadjuvantes, dois deles elevados quase a protagonistas (Gavião Arqueiro e Viúva Negra).

Essa é uma longa estrada de seis filmes, com erros, mas com grandes acertos, uma jornada de 10 anos que com certeza ficaram marcados na história da industria cinematográfica.

Agora chega de babação e vamos para a resenha.

O Filme

Com uma história que depende fortemente dos filmes do Thor e do Capitão América, ela é bem simples, e de certa forma até rápida, mas cheia de reveses. Os heróis não são introduzidos nem reunidos de forma forçada, e há um motivo para tudo. O plano dos vilões não é realmente genial, mas é bastante eficiente, e a ação dos heróis contra a ameaça é bem ingenua (principalmente considerando que estão sendo patrocinados por uma agencia de espionagem internacional).

Mas não é para ver uma genialidade que procuramos ver o filme. Estamos lá para ver heroísmo, para ver super poderes na grande tela,  para ver materializada as histórias de nossa infância e adolescência dos quadrinhos como se realmente existissem nesse mundo. E nisso o filme é impecável.

Podemos dividir o filme em quatro atos. O Prologo, onde são apresentados os vilões, A Reunião, onde os heróis se reúnem, O Ataque, onde vemos todos os heróis em ação ao mesmo tempo, e A Batalha Final, onde vemos finalmente todos os heróis juntos derrotar o vilão.

O Prologo apesar de ser curto possui bastante ação, diferente de muitos filmes que se arrastam por muito tempo até que algo aconteça de explosivo. Mas não temos os super heróis, só os “Super Normais”. Mas temos super vilões.

Na Reunião temos a ação dos primeiros heróis, primeiro como era de se esperar do primeiro vingador, segundo do grande homem de ferro e por fim do Shakespeariano Thor. Aqui começa também os vários confrontos entre heróis do filme, algo bastante comum entre os crossovers de super-heróis nos quadrinhos (inclusive vemos isso na primeira história dos Vingadores no quadrinho).

No Ataque vemos muita ação, aqui é onde o filme explode, e continua até o fim do filme, non stop. Vemos pela primeira vez o Incrível Hulk, e confesso que por uns 5 segundos tive medo de sua caracterização em CG ter ficado muito ruim, mas logo isso se mostrou errado. O Hulk é um dos mais inovadores personagens de super heróis que acho dos quadrinhos, e esse filme realmente o Hulk brilha como nunca antes brilhou, inclusive ofuscando o Invencível Homem de Ferro.

Na Batalha Final todos os heróis começam a trabalhar juntos em uma das maiores cenas de ação do cinema jamais vista, durando mais de 30 minutos de ação consecutiva. Nova York é atacada pelos vilões e eles finalmente se reúnem para defender a cidade e o mundo. Não há mais palavras que eu possa indicar o quão grandiosa essa grande cena é sem dar Spoilers, mas tudo que se gostaria de ver está lá. Também é nela que tive a unica grande decepção do filme que foi a previsão de algumas coisas que aconteceriam devido a cenas dos trilers.

Agora falemos de cada um dos heróis.

O Incrível Hulk

A grande surpresa do filme. Um personagem que sofreu com um primeiro filme cheio de erros (mas que não foi feito pela Marvel independentemente), com um segundo filme divertido (e que me deu esperança para um filme do Capitão América e dos vingadores devido a cena de luta no Parque) mas sem grande impacto, e ainda por sofre uma terceira mudança de ator. Ele demora a chegar no filme, mas quando chega vemos realmente a materialização do Gigante Esmeralda em toda sua fúria e poder. Realmente o que vemos é incrível, e pelo que todos que eu ouvi na saída do filme foi o herói que mais impressionou (minha esposa e uma colega adoraram!).

O Invencível Homem de Ferro

Em time que se está ganhando não se meche. Essa é uma das leis imutáveis do universo e que a Marvel respeitou com muito esmero. Humor, ação, tecnologia, interpretação, fanfarronice, bebedeira… tudo isso está presente no Homem de Ferro. Além disso eles me surpreenderam novamente com as novas bugigangas de Tony Stark, coisa em que não esperava em um filme dos Vingadores.

O Poderoso Thor

Chega de romance sem sal, e vamos para a porrada. Esse foi o acerto do filme em relação a esse personagem. Ele fala pouco e bate muito. Participa em quase todas as cenas de ação, e apesar de ser apresentado em algumas cenas como o mais poderoso ele foi deixado um pouco apagado (assim como nos quadrinhos) para não ofuscar o restante do grupo. Apenas por isso ele não foi perfeito em sua participação, podendo ter uma cena a mais como o centro da atenção.

O Capitão America

Também uma boa surpresa, um personagem sempre deslocado nas telas, o banderoso aqui serviu como realmente ele deve servir, como a inspiração. As suas cenas de luta realmente ficaram fodas e várias vezes ele é o centro dos holofotes. Além disso eles apresentaram com grande maestria umas das grandes habilidades do personagem, a liderança.

A Viúva Negra

O herói que achei mais fraco do filme, isso mais por uma interpretação insossa da atriz, que nem de longe conseguiu passar o ar de mistério e charme que a personagem sempre trouxe nos quadrinhos. Suas cenas de ação ficaram muito boa, inclusive uma delas achei ótima, apresentando como suas habilidades podem fazer uma diferença em um time de titãs.

O Gavião Arqueiro

Outra grande surpresa do filme. Ele apareceu rapidamente no filme do Thor, e nunca disparou uma flecha nas telas, mas quando fez aqui mostrou o que realmente é um arqueiro épico. Ele não sai como Legolas surfando em escadas ou se balançando quase como o homem aranha, ele é um arqueiro Sniper e essa habilidade se mostrou surpreendente em telas e bastante útil no super grupo.

Conclusão

 O filme merece nota 9.8. Os únicos problemas que vi foram a Viúva Negra, a cena relevante do Triler, e dois pequenos grotesco de erros física (mas isso é mais babaquice minha do que um grane problema). Outra coisa que pode desagradar os fãs que ainda leem os quadrinhos é um dos vilões, que como nunca tinha visto estranhei um pouco. Outras coisas que tornaram o filme foda foi o gasto zero em romance, uma carga dramática ideal, as piadas bem boladas (não só pelo Robert Downey, mas por vários outros), um vilão realmente convincente, e não tentar ser um filme cabeça (apesar de ter pontos inteligentes).

Então que venha os Vingadores 2! Avante Vingadores!

3 Respostas to “Os Vingadores: Em Joss Whedom nós acreditamos!”

  1. O filme superou em muito minhas expectativas, esse Joss Whedom mandou muito bem. Foi tudo equilibrado, incrível a faça desse cara!

  2. eu assisti nessa segunda e apesar do caos que foi para conseguir um ingresso eu posso dizer que o filme valeu a pena totalmente, para mim desbancou os outros filmes de heróis já feitos e acho que Batman tem um oponente duro para bater.

  3. e muito legal eu jaa assistir legal a viuva negra ee

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: