24° Dia


…NO DIA ANTERIOR

A sorte estava lançada.

Era cinco horas da manhã, era o mais cedo possível e partimos em direção ao local mais próximo com maior concentração tecnológica. Se alguma coisa resistiu ao destruição da tecnologia foi lá.

Primeiro para não nos perdermos tivemos que invadir uma banca de revista para pegar mapas das rodovias locais, não foi difícil, e aproveitei peguei um punhado extra de mapas para ocasiões futuras, nunca se sabe quando precisaremos viajar.

Montamos uma equipe pequena, apenas uma dupla, eu e um colega que havia encontrado na reunião na semana passada. Não éramos nenhum grande conhecedor da região, mas ele foi o único que se mostrou favorável a missão.

Decidimos pegar caminho por dentro do interior e evitar grandes problemas com saqueadores nas rodovias, além do mais provavelmente poderíamos conseguir alimentos mais facilmente nos vendedores de ruas das pequenas estradas do que nas grandes avenidas.

E assim viajamos, uma viagem que poderia durar cinco horas, gastaria cerca de maio tanque de combustível. Isso se não fossem os vários carros parados em estradas estreitas que se seguiram, no fazendo reduzir a velocidade a cada curva e a cada encontro para evitar a surpresa com algo mais.

Chegamos praticamente no dobro do tempo, passando por municípios que de tão pequenos nunca havíamos ouvido falar. Em cada delas uma turba de pessoas procurava noticias e vender alimentos que acabavam por estragar por falta de distribuição, formando enormes montes de frutas estragada.

A cidade era elevada, com alguns poucos prédios que poderiam nos servir de ponto de referencia na falta de um mapa, mas primeiro tentamos contornar a cidade em busca de alguém.

Percebemos que a cidade estava deserta, e algo de perigoso havia ocorrido ali. Se houvesse alguém eles estaria escondidos, com medo de alguém. Também tive medo, pois todas inseguranças aparecem ao mesmo tempo, inclusive pensamos no sobrenatural e em como tudo aconteceu misteriosamente.

Não encontramos ninguém, e já ficava tarde, então resolvemos esperar a noite, tentar achar algum ponto elevado, e assim buscar algum sinal de energia na escuridão que se seguiria.

CONTINUA…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: