13° Dia


…NO DIA ANTERIOR

Natal anda era uma cidade bem controlada. Pelo menos para uma coisa tinha servido a grande contratação de policiais militares que ocorreram na década passada, um grande controle das grandes passagens da cidade era feito.

Verdadeiros acampamentos militares foram montados, compostos por militares e policiais militares. A tática era realizada por agentes da policia civil, federais, em conjunto com servidores do município.

Um verdadeiro espírito de civilidade pairou em todos, inclusive nos profissionais que decidiram trabalhar mais que descansar, passando dois dias de trabalho para um de folga. Outra coisa que ajudava era a proximidade da família, nos acampamentos durante o dia eles costumavam manter a família próxima, mantendo o ar de segurança e unidade das forças policiais e armadas.

Tudo isso era organizado com uma rede de caminhões que foi montada, trafegando de posto em posto e assim permitindo manter água, alimentação, transporte, e principalmente informação. Era com ela que uma cúpula de segurança foi montada, coordenada por comandantes do corpo de bombeiro, policias, generais do exército, e lideres comunitários. Não via-se um político, pois a grande maioria devem ter ficado isolados em festas de luxo em locais distantes.

Ainda assim alguns conflitos ainda existiam na cidade. Alguns traficantes de favelas tinham as reclamado para si, o que ocasionou embargos a comunidade, mas com um bom dialogo elas começavam a ser controladas.

O maior problema era o abastecimento de água e comida. Foi pedido que todos os cidadãos fizessem um inventário de tudo que possuíam, inclusive quantidade de água que possuíam em caixas d’água, além de que começassem a racionar tudo. Comer uma ou no Maximo duas vezes por dia, tomar banho dia sim e dia não, e beber uma garrafinha de água por dia.

Quando chegamos de recife ainda pela manha, apenas eu e um dos meus primos, sem encontrar nenhuma “resistência”, fomos parados e obtivemos todas essas informações.

Fizemos nosso inventário e percebemos que a água acabaria em menos de dois dias, felizmente um galpão de distribuição de água mineral visinho ao nosso prédio parecia intocado, restando a nós guardar o Maximo de galões possível.

E finalmente levantamos uma questão importante: Deveríamos sair da cidade, procurar um fazenda, e lá se instalar permanentemente.

A idéia não foi muito bem aceita, e comecei a realizar um plano só meu. Não desejava ficar parado e esperar, tinha decidido que iria procurar algum local onde algo estivesse sendo feito para restabelecer a civilização.

Teria que planejamento, preparar e executar…

CONTINUA…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: