Capitulo 6 – Um Novo Planeta (Parte 1)


Com um dia de atraso sai o início do novo capitulo dessa saga. Infelizmente não dará para colocar uma imagem agora, mas depois coloco. Aproveitem e vejam também o PDF do capitulo 4.

DOWNLOAD CAPITULO 1
DOWNLOAD CAPITULO 2
DOWNLOAD CAPITULO 3
DOWNLOAD CAPITULO 4

… ANTERIORMENTE

Os Filhos de Gliese – Capitulo 6: Um Novo Planeta (Parte 1)

“Assim como na terra, quase tudo que está lá fora irá tentar te matar, por isso estejam preparados para matarem eles antes que eles matem vocês, e não hesitem nem um segundo, pois eles não hesitarão!”

Coronel Xin Tsu, no Guia da Exploração Espacial da NUN.

A nave estava seriamente danificada, o bico encurvado para baixo, utilizado principalmente para sobreviver a reentrada, agora estava completamente arruinado, mas não era extremamente necessário para uma decolagem. Uma das azas havia se partido, mas ainda se encontrava enganchada na nave. Analisei um pouco mais para identificar qualquer vazamento de He-3 e H-2, felizmente nenhum havia vazado.

Os propulsores principais de decolagem e vôo atmosférico e propulsor nuclear de pós-empuxo, os dois geradores, onde no primeiro é realizada a fusão D-He3, que alimenta a fusão He3-He3 no segundo gerador, estavam praticamente intactos, a nave realmente foi bem construída para resistir a pousos forçados sem danificar a estrutura de seus sistemas mais sensíveis. Teria ainda que reconstruir todo o trem de pouso e o sistema de controle de vôo atmosférico, e com certeza voar em um traje para me protegesse dos perigos do vácuo caso quisesse retornar ao espaço, sem contar os componentes elétricos que talvez tenham sido queimados pelos campos eletromagnéticos do planeta.

Teria ainda que contornar os efeitos do maldito campo magnético da nave, e esse parecia o principal problema, pois o curto período de tempo entre um e outro impediria qualquer reparo e decolagem sejam feitos antes de que a próxima anomalia aconteça.

 Estava tenso, precisava relaxar, esquecer sobre o problema da nave e de como sair do planeta, e sim comemorar que estava vivo, e que poderia haver sobreviventes da nave Drake no planeta, probabilidade bem mais agradável do que passar mais 20 anos viajando para um planeta onde não tenho lugar. Quem sabe outra missão esteja a caminho nesse exato momento, e eles consigam evitar os problemas que as duas naves tiveram.

CONTINUA…

Uma resposta to “Capitulo 6 – Um Novo Planeta (Parte 1)”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: