Capitulo 5 – Aterrissagem Forçada (Parte 1)


Bom dia pacientes e queridos leitores dos pergaminhos dourados, hoje inicia-se mais um capitulo dessa história, e garanto que daqui para frente as coisas vão mudar, quase que como esse fosse o fim do Livro 1.

DOWNLOAD CAPITULO 1
DOWNLOAD CAPITULO 2
DOWNLOAD CAPITULO 3

… ANTERIORMENTE

Os Filhos de Gliese – Capitulo 5: Aterrissagem Forçada (Parte 1)

“Este é um pequeno passo para um homem, um salto gigante para a humanidade”

Neil Armstrong, 20 de julho de 1969.

De onde estava pude ver alguns pontos interessantes: A nave Drake ainda tomava boa parte da visão, mas ia diminuindo a cada segundo, o Planeta Gliese 581g estava bem abaixo de mim, mas era tão grande que conseguia ver seu horizonte na parte de baixo da janela. A pequena estrela brilhava em um vermelho forte, e seu brilho ainda me impressionava, muito maior do que qualquer coisa que tinha visto anteriormente, imaginei por breves instantes como seria o Sol, com sua luz dez vezes mais potente.

Podia observar também o distante ponto que era a nave Fermi, minha casa, meu lar, agora estava praticamente inalcançável, e dificilmente a veria novamente. Outros pontos eram perceptíveis, como outros planetas gigantes, que brilhavam de formas magníficas como estrelas.

Concentrei-me para realizar pequenos ajustes na posição da nave para poder pousar em segurança, para que não morresse carbonizado em uma reentrada inadequada, ou esmagado em uma aterrissagem mal sucedida.

Liberei os compartimentos selados dos controles manuais analógicos, prontos para serem puxados. Alguns controlavam através de pequenos diafragmas mecânicos, conseguiam abrir e fechar válvulas de gás que permitem a nave corrigir sua trajetória no espaço, outros controles conseguiam mover diretamente alguns flaps e amortecedores de ar da nave a única medida que possuía para controlar a nave durante a reentrada.

A velocidade subia vertiginosamente, não possuía muitos instrumentos para me guiar, se não alguns giroscópios e acelerômetros mecânicos. Agradeço pelo engenheiro que teve a prudência de mantê-los em uma nave tão moderna.

Fiz ajustes para deixar os ângulos mais certos possíveis na reentrada, dentro do possível. Meu objetivo não era mais manter a nave intacta, mas apenas sobreviver.

CONTINUA…

Uma resposta to “Capitulo 5 – Aterrissagem Forçada (Parte 1)”

  1. […] Pergaminhos Dourados Bem vindo às Guerras Dracônicas! « Capitulo 5 – Aterrissagem Forçada (Parte 1) […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: