Capitulo 3 – Um Pequeno Sol (Parte 6)


Boa noite pessoal, ainda a tempo mais uma parte deste conto para seu início de semana.

… ANTERIORMENTE

As medições realizadas por volta da metade da década de 2050 identificaram possíveis planetas com capacidade de suportar vida humana, mas, depois da colonização do sistema solar e forma de produção de energia de fusão eficiente, as mais novas missões de exploração espacial voltaram-se para este sistema, impossibilitando qualquer missão longe da vista do publico geral, fator indispensável para o teste das novas tecnologias que estavam sendo desenvolvidas. Além do mais o sinal de resposta do projeto FOE ainda continuava, e serviu como motivação principal do projeto e guia para Fermi durante toda a viagem.

Os Filhos de Gliese – Capitulo 3: Um Pequeno Sol (Parte 6)

Já o sistema Wolf 1418 é muito parecido ao próprio Gliese 581, por isso todos os instrumentos começaram a focar nesse sistema, na esperança de encontrar características semelhantes no meu destino, e assim entender muito mais do que poderei encontrar, e quem sabe descobrir algo similar que possa ter feito desaparecer a nave Drake.

Os meses de estudos chegaram a uma conclusão nada animadora. Os instrumentos detectam matéria em distribuição similar a do sistema solar, só que com menos porcentagem de moléculas mais pesadas como carbono e silício, o que pode ter relação de fato com o menor tamanho da estrela. A maior quantidade de elementos era mais leves como hidrogênio, hélio e oxigênio, o que nos leva a mundos com muito mais água do que o esperado, por isso a maioria dos planetas mais distantes são brancos, e por isso mais frios, refletindo a já escassa luz da estrela Wolf 1418. Já os planetas mais próximos são amarelados e extremamente quentes, com atmosfera rica em vapor de água, é difícil imaginar que qualquer sombra dessas nuvens ardentes pudesse esfriar a superfície para conter água, o mais provável é que seja um enorme capacitor de calor.

Nenhum planeta aqui se encontrava na zona de “cachos de ouro”, nem tão próximo e nem tão distante suficiente da estrela para possuir água líquida, mesmo depois da correção da distancia da zona habitável devido a composição relativamente diferente.

Imagino o que os exploradores de Alpha Centauri irão descobrir. Se uma anã vermelha a composição atômica é mais leve, em um sistema com duas anãs amarelas a composição poderia ser um pouco mais pesada, e levar a uma gama de elementos mais densos e completamente diferentes devido a altas pressões criadas pela gravidade dos corpos lá encontrados.

Infelizmente não passo perto o suficiente para os sensores conseguirem obter qualquer dado diretamente da superfície dos planetas, assim não detecto nenhum sinal de vida, e também não identifico nenhum sinais que poderia indicar a presença de vida através de suas atmosferas, como a alteração de sua composição por organismo biológico, similar a que fizemos com a terra com o aumento de CO2.

CONTINUA…

Uma resposta to “Capitulo 3 – Um Pequeno Sol (Parte 6)”

  1. […] Pergaminhos Dourados Bem vindo às Guerras Dracônicas! « Capitulo 3 – Um Pequeno Sol (Parte 6) […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: