Resenha: Game of Thrones (Série: 1 temporada da série)


SEM SPOILERS

Finalmente terminei de assistir com minha esposa a série de Games of Thrones, e como já fiz a resenha do primeiro livro, faço agora a resenha desses escaços e maravilhosos 10 episódios. inicialmente falarei sobre a série em si, e depois uma comparação entre ela e o livro.

A Série

Não assisti muitas séries da HBO, mas se todas forem pelo menos metade da qualidade dessa série já estão mais bem servidas que a maioria das séries top de linha de outras produtoras, não por causa da nudez, do sexo ou da violência, mas por toda a produção.

Começamos pela escolha dos atores, que foi feita de forma magistral. Sean Bean (Lord Eddard “Ned” Star) deve ter saído bem caro, mas honrou sua habilidade cênica de forma até melhor que em senhor dos anéis.  Já vi várias Lena Headey (Rainha Cersei Lannister) em outras séries e filmes, e já mostrou antes sua veia dramática (ou simplesmente cara de putinha arrogante), que se encaixou perfeita com seu papel. Apesar de não ter acompanhado seu trabalho em Stargate e outras séries gostei de Jason Mamoa (Khal Drogo), que quase não precisou atuar, e apesar de sua sombra bizarra ele conseguiu mostrar que realmente consegue ser um bárbaro nos episódios finais (O que me dá esperanças para o vindouro filme de  Conan). O ultimo ator que me lembrava vagamente de outros filmes é Peter Dinklage (Tyrion Lannister) e foi o que mais me impressionou, não por ser anão, mas por interpretar magistralmente um dos melhores personagens de toda a série.

Dos atores que não conheço que tiveram uma ótima atuação foram: Michelle Fairley (Lady Catylyn Star), Maisie Williams (Arya),  Alfie Allen (Theon Greyjoy),  Aidan Gillen (Mindinho) e  Harry Lloyd (Viserys), Emilia Clarke (Daenerys “Dany” Targaryen) e Marky Addy (Rei Robert Baratheon), todos com um importantes papéis na série e todos se saíram muito bem (principalmente Emilia Clarke, a Daenerys). Vejam que depois desses atores quase não sobrou nenhum para se falar, os demais não posso dizer se foram bem, simplesmente pela natureza de seus papéis serem mais simples e fáceis de interpretar, podendo a interpretação simplesmente ser um reflexo da natureza do ator.

O segundo ponto importante é o roteiro, que apesar do autor dos livros, George Martin, ter trabalhado para televisão, criando assim desdo início uma história próxima da sétima arte, péssimos roteiristas poderiam afundar a série, e aqui ainda houve bastante adaptações.

O terceiro ponto, e um dos mais difíceis de se fazer, foi o figurino e cenário (acho que fica dentro da produção certo?) que ficaram impecáveis, realmente somos transportados para dentro de um mundo medieval, mas ainda assim um pouco moderno para uma audiência moderna. Nada dos velhos trapos de panos por debaixo das armaduras, ao invés disso temos muito couro e amarras, que ficaram na medida certa, nem mais e nem menos. Parece ter havido também um certo trabalho na tonalidade dessas roupas, retratando bem os brasões das famílias. Todo o armorial ficou muitíssimo bem trabalhado, e temos armas e armaduras bem realistas e impressionantes.

Todos os cenários internos ficaram perfeitos, mas infelizmente alguns cenários externos foram poucos trabalhados, mas é justificável pelo orçamento sempre menor das séries, mas com o sucesso deveremos ver mais detalhes disso na segunda temporada.

Outros pontos de nota é a abertura, tanto a trilha sonora quanto a animação (uma das melhores que já vi em séries na minha vida).

Juntando tudo isso temos a direção que deve ter feito muito retirando tudo dos atores e mantendo as cenas sempre impecaveis, tanto na perspectiva quanto na montagem.

Como o artigo já está muito grande continuarei a comparação em outra matéria, até mais e cuidado, pois o inverno esta chegando.

2 Respostas to “Resenha: Game of Thrones (Série: 1 temporada da série)”

  1. Vinicius "Malkave" Mendes Says:

    Meu camarada, primeira vez que acesso seu site e gostei muito do conteudo (filei a ficha traduzida do GURPS 4ª ed.) e principalmente da materia acima. Assisti a série (apesar de ter lido muito pouco o livro) e concordo bastante com o que vc postou, principalmente ao que se refere do cenário e vestimentas. Quanto ao camarada Hawaiano de nome comprido, Jason Momoa tb participou do Stargate Atlantis como Ronon Dex. E tão logo verei Conan e acredito que ele interprete mais dialogos que o Arnold.
    De mais aguardo aciosamente 2012 para o lançamento da 2ª temporada e uma nova visita ao site!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: