Capitulo 2 – O Filho das Estrelas (Parte 5)


Esse episódio quase não sai, mas vamos lá.

… ANTERIORMENTE

Fermi é o meu tutor, e o pior de tudo é que ele agora me faz estudar muito mais coisas, coisas muito mais avançadas!

Astronomia, bioquímica, física teórica e quântica, engenharia aeroespacial, entre outras disciplinas, estou estudando-as agora que absorvi as bases da ciência. Ás vezes penso que vou enlouquecer.

Pelo menos também tenho outros tipos de treinamento. Tiro ao alvo, luta, corrida e salto, esgrima. Esses me agradam muito mais.

Os Filhos de Gliese – Capitulo 2: O Filho das Estrelas (Parte 4)

E eram esses treinamentos que eram realizados logo após o aquecimento. Só que dessa vez seria diferente, chegava a hora de utilizar o traje ampliador de sobrevivência e combate, ou apenas T.A.S.C. Uma armadura cibernética, alimentada por um moderno gerador de fusão reduzido, pronto para ampliar a minha força em até duas vezes, o que, considerando minha força atual, é grande coisa. O traje é completamente fechado, blindado com placas de titânio e carbono nanoprojetada, é capaz de proteger o usuário de perigos ambientais, como radiação, temperaturas extremas e gases tóxicos, assim como impactos de balística e energia.

A única menor desvantagem da armadura é a inexistência de armas letais, apenas alguns sistemas de defesa como som, luz, e descargas elétricas de corrente moderada. Mas para compensar a habilidade de manipulação não foi nem um pouco comprometida, permitindo o usuário utilizar qualquer armamento convencional.

Vesti a armadura pela primeira vez, e evidentemente ficara um pouco desconfortável, até que robôs auxiliares conseguiram ajustar o caimento até não haver nenhum desconforto. E finalmente escolhi minha arma, uma espada de mono filamento, arma cujo fio da lamina era construída para ter um fio de uma molécula de grafeno de espessura, capaz de cortar qualquer coisa não construída nanologicamente. Agora sim estava proto para o treino.

As luzes do salão desligaram-se, os monitores criaram uma paisagem artificial alienígena, sistemas de imagens tridimensionais renderizadas em tempo real garantiam a existência de objetos virtuais no meio do salão, e pela primeira vez conseguia senti-los como reais, devido sinais de contraforça enviados pelo sistema de treinamento para a armadura que contrariava contra os meus movimentos caso estivesse tentando atravessar algum obstáculo.

A missão consistiria em caçar e ser caçado por ROTEN, RObo de Treinamento Especialista Não-letal, uma maquina multipropósito de três metros para treinamento, especializada em se re-configurar de acordo com o treinamento, desde que esteja concertado.

Em meio a minha patrulha, percebi a aproximação de ROTEN, que se utilizava de sistema de movimentação através de compartimentos secretos da própria sala de treinamento. O robô se aproximava atrás de mim, mas quando percebeu minha aproximação parou. Fui atrás dele, pronto para confrontá-lo de frente. Como que instintivamente saltei para traz ao ouvir um barulho de movimento peculiar, ROTEN saltava de uma arvore!

CONTINUA…

 

Uma resposta to “Capitulo 2 – O Filho das Estrelas (Parte 5)”

  1. […] Pergaminhos Dourados Bem vindo às Guerras Dracônicas! « Capitulo 2 – O Filho das Estrelas (Parte 5) […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: