Resenha: A Guerra dos Tronos (A Game of Thrones)


Terminei de ler o livro A Guerra dos Tronos (A Game of Thrones no original, O Jogo dos Tronos), o primeiro de uma série de 7 livros da saga “A Song of ice and Fire”.

Comecei a ler motivado pela qualidade da série e pelo Nerdcast sobre o livro/série, faltavam mais de 13 minutos só de spoilers, então li em duas semanas.

O inicio do livro foi fantástico, mas quando começou a chegar pelo meio ficou repetitivo, sem muitas novidades, só os personagens viajando de um lado para outro. O que me manteve lendo foi a altíssima qualidade do texto, os detalhes do cenário e da história, e que leva ao leitor o sabor de um mundo fantástico muitíssimo detalhado.

Depois da metade do livro a história começa a voltar a ficar interessante, com muitas mudanças, e reviravoltas, descrições de vários combates bem realistas, e até de batalhas campais. E no final várias mortes

O Cenário

Sobre o cenário, é um mundo de fantasia medieval de baixa magia, ou seja, não existem magos em toda esquina, e os que supostamente existem não soltam bolas de fogos. Certas vezes parece até que não existe magia (magia, não mágicas) no mundo, mas existe sim, e apesar de aparecer pouca cada um tem uma grande história que faz com que seja respeitada e importante cada ocorrência.

O mundo onde se passa a história é o continente de Westeros, e um continente do outro lado do mundo (sem nome). Westeros é um continente dividido em nove reinos, sendo 7 reinos realmente  importantes. Cada reino é dominado por uma familia nobre (com linha de herdeiros e brazão bem definidos) que jura obediência a um rei, e cada familia possui várias familias vassalas, em um esquema bem medieval mesmo.

Os Personagens

Os personagens são outra cereja do livro, são fantásticos, alguns crescem com a história, outros já são grandes desde o início. Arya, Tyrion, Bran, Ned(Eddard), Catelyn, jon e Dany(Daenerys), Sansa são os protagonistas cujo dão nome aos capitulos, e mesmo que sejam descritos em terceira pessoa é como se fosse aos olhos deles.

Outros personagens secundários também são fantásticos (ou possuem momentos fantásticos), como O Rei, O Cão, Tywin, Khal Drogo, e a Rainha é bem mais fraca que no seu homônimo da série.

A Trama

Existem três linhas de história, a principal que é sobre intriga com a maioria dos personagens, a do norte, e a do Oriente (no continente além mar). A Trama do norte não avança muito mas é interessante e bem dramática. A trama do Oriente é a que mais me empolgou, realmente muita coisa acontece lá e que deixa um grande gosto pelo que virá no próximo livro. A trama principal é movimenta principalmente por dois personagens Catelyn e Tyrion, que se não fosse por isso seria bem fraca.

No final não achei o livro em termos de história excepcional, mas quando chega no final a maior parte fica completamente inacabada e precisa dos outros livros para realmente valer a pena.

Para quem gosta de histórias mais dinâmicas não é um livro aconselhável, leia esperando uma história demorada, similar a Senhor dos Anéis, mas com 7 livros (Senhor dos Anéis inicialmente eram 5 livros relativamente pequeno).

E no RPG

Agora para RPG é um cenário muito foda, que permite intrigas similares ao jogo Legend of Five Rings, com intriga entre familias, duelos mortais, guerras brutais, menos a parte mágica, que como disse é bem fraca no momento, mas que deve aumentar bastante no futuro.

Outro problema de jogar RPG nesse mundo é a história do livro com seus personagens e plots principais todos bem explorados, deixando pouco espaço para uma campanha em paralelo. Para isso tem algumas opções:

1) Jogar para o espaço a história original, permitindo até utilizar personagens, mas seguindo uma trama propria da mesa de jogo.

2) Jogar em um período diferente do livro, quem sabe duas gerações anteriores (ou gerações futuras), ou até nos período em que os Targaryans foram depostos, com várias guerras e apenas alguns fatos descritos com profundidades (além de permitir encontrar com vários personagens legais do livro).

3) Seguir uma campanha em escala menor, em locais que não são explorados pelo livro, e de vez em quando permitir o crossover entre a campanha e o livro (como em uma guerra).

Seja qual for a opção escolhida pelo mestre uma coisa que não falta são personagens, muitos descritos apenas os nomes, outros nem isso (como as dezenas de dezenas de filhos e netos de Walder Frey).

Advertisements

3 Respostas to “Resenha: A Guerra dos Tronos (A Game of Thrones)”

  1. Poxa, quero ler esse livro … e vou !

  2. Paulo R. Ziegler Says:

    Estou lendo a saga traduzidos, terminando o 3º livro, é sensacional não tem como para de ler, onde consigo os demais….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: