Política, Tropa de elite 2, e tudo mais…


Hoje não falaremos de RPG. Estou com muita atribulações na vida e infelizmente meus hobbys tiveram que ser colocado a escanteio, por enquanto.

Assisti semana passada a continuação do famigerado filme Tropa de Elite: “Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora É Outro“. O filme é demais, não pela ação, que é tem bem menos que no primeiro, mas pela dramaticidade e por abordar o verdadeiro problema do país: a corrupção.

Desde  a mais tenra idade lembro de causos sobre a política brasileira. O primeiro e mais forte que lembro foi o caso Collor, que levou ao impeachment do mesmo, até hoje quando fazia a matéria não entedia os reias fatos por traz dos acontecimentos que levaram ao impeachment, mas resumindo: Fernando  Collor foi eleito presidente do Brasil em 1990 até 1998, seu partido era o PRN (Partido da Reconstrução Nacional) atual PTC (Partido Trabalhista Cristão). Foi apoiado largamente pela impressa, mas depois de acusações de seu irmão próprio irmão de usar o empresário Paulo Cesar Faria (O PC Faria) como coordenador de uma rede de corrupção que captava dinheiro do governo por meio de laranjas e de empresas da familia Collor. Essas acusações tiveram grandes repercussões, ele tentou rebate-las na TV, chamando a população a passeatas contra os adversários “golpistas”, que acusava de tentar dar um golpe no poder, mas o tiro saiu pela culatra e várias passeatas de jovens estudantes saíram a rua contra ele. Com isso, a imprensa começou a abandona-lo, e junto com ela outros políticos, o que levou a abrir uma CPI, e pela primeira vez conseguir apurar os fatos e chegar a uma sentença que foi a expulsão do então presidente. Pouco tempo depois o PC faria e sua namorada foram encontrados mortos, e o legista Badan Palhares

Collor já foi do PMDB, partido atualmente aliado ao PT. Mesmo partido que já teve em suas fileira o atual (2010) candidato a presidência do Brasil José Serra, atual é do PSDB. Collor é atualmente do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) e foi eleito senador em 2007, e finalmente em 2010 perdeu as eleições para governador de Alagoas.

Então veio Itamar Franco, vice de Collor, mas foi se afastando dele durante a presidência e entrando no PMDB conseguindo ser governador (1998) e senador (2010) de minas gerais. Durante seu governo ouve o caso dos Anões do orçamento, 18 parlamentares do PMDB que conseguiam dinheiro através de desvio de dinheiro do orçamento para empresas e instituições filantrópicas, e lavavam-no através de compra de bilhetes premiados.

Depois tivemos duas vezes Fernando Henrique (PSDB), para não citar em especifico as diversas acusações de corrupção, falarei apenas que a Policia Federal estimou que o grupo (formado pelo governo e apoio dos partidos PSDB, PFL, PTB, PP e parte do PMDB) girou mais de 2000 milhões, 2 BILHÕES de reais através do Opportunity Fund!!!

E agora temos Lula, do partido dos trabalhadores, o PT. Apesar de vários projetos de cunho social, principalmente na área de distribuição de renda, com suas bolsas ****, e, por experiência pessoal, na área do ensino superior, várias denuncias de corrupção ocorreram. O mais famoso foi o Mensalão, que era praticamente um esquema de compra de voto de deputados de vários partidos, dinheiro esse que vinha através do Marcos Valério e sua empresa de propaganda. Alguns foram punidos, muitos pedirão afastamento antes de qualquer punição, e culminou na separação de vários políticos do PT, como aqueles que formaram o PSOL.

Conclusão

Apesar de votar em Dilma, me parece que estamos sendo enganados de um lado e de outro, em uma eleição chapa branca. É claro que ambos os grupos políticos são relativamente contrários, mas parece em ambos valer um antigo ditado que é comentado no inicio de todo curso de direito (e provavelmente de humanas): Os fins Justificam os meios.

Eu não concordo com isso, e como forma de protesto escrevi esse artigo, e espero que vocês criem consciência, para cobrar, fiscalizar e fazer valer seus direitos, independente se estão fazendo coisa certa junto com a errada.

Por agora, enquanto a cena, ainda de ficção do filme Tropa de Elite 2, de ver um político entrando pelas grades de uma cadeia não se concretizar, temos que aprovar leis mais severas contra a corrupção, leis que não permitam escapulidas ágeis para se livrar da justiça, algo muito mais drástico que o projeto Ficha Limpa. Não adianta simplesmente impedir que eles entrem no poder depois do crime, temos inibi-los de cometer os crimes, evitar que não façam, temos que puni-los de maneira exemplar.

Anúncios

7 Respostas to “Política, Tropa de elite 2, e tudo mais…”

  1. “Apesar de votar em Dilma…” 🙂

    Pra mim funciona da mesma forma como disse o Capitão Nascimento em relação a PM do Rio: Esse Governo tem que acabar!

  2. Falou tudo!
    O que precisa mudar não é o governo, é a cabeça das pessoas!
    Geral detona partido pra cima e pra baixo, ficam trocando acusações pra cima e pra baixo, mas o que acontece depois da eleição? Todo mundo deixa pra lá porque “tem mais o que fazer do que ficar fiscalizando político!”
    Uma forma elegante do “eu não me envolvo!” ou do “eu não vou mexer com isso!”.
    O dia que o povo brasileiro tomar ciência de sua responsabilidade e tratar os políticos de verdade como político, a gente pode colocar até maluco no poder que ele não vai poder fazer nada.
    NADA!
    Todo poder emana do povo!
    Se o povo abre mão disso pra deixar tudo na mãos dos políticos, a merda tá feita!
    E daí, tanto faz o partido, vai ser sempre essa novela repetida!
    Abraços!

  3. Eu vou votar na Dilma, não acho que o PT é um partido sem falhas, ainda mais ligados aos PMDBs da vida. Sim nós devemos fiscalizar e cobrar que os politicos eleitos e os funcionários de carreira sejam honestos e integros. só fiscalizando e cobrando e que haverá mudanças.
    Eu estava na universidade na época do Collor e participei do Fora Collor. Lógico que no caso dele, os ex-aliados e a imprensa depois de muita pressão ficaram contra ele.

  4. Edvando de Hellcife Says:

    Cade o resultado da promoção do GURPS?

  5. A vantagem do PT no poder é que eles não tem carta branca para serem desonestos. Como precisam zelar pela fama, ainda tem que manter algum escrúpulo e sofrem pressão dos seus filiados (afinal nem todo mundo tem uma boquinha como se pensa) e simpatizantes.

    A nossa Mídia é claramente pró-PSDB e mantém como este e com o DEM relações promíscuas evidentes, mas que só os mais esclarecidos percebem. Como é a mídia que fiscaliza os governos, em um eventual Governo do PSDB não haveria fiscalização. Já experimentanos esta ceguerias e vemos que muitos fatos nebulosos daquele época ainda são sombrios hoje.

    Sem falar, que os modelos econômicos empregados por ambos são muito diferentes e os resultados práticos são evidentes pro-PT. O PSDB argumento que já que inventou a carroça, o PT ter trazido o carro é apenas uma melhoria na invenção.

  6. Edvando de Hellcife Says:

    O resultado ainda não saiu….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: