OMNI: Mais estranhos que a ficção (Parte3)


Mais estranhos que a ficção

Recomeço o estudo de línguas alienígenas, uma espécie de cada vez. Decido fazer uma por dia, hoje decido estudar os Piscis. Eles são as provas vivas que o universo é mais estranho que parece. Devido a evolução, a vida quase sempre busca o caminho mais fácil, isto é, a forma mais eficiente para cada ambiente. Por isso a maiorias das espécies seguem a mesma formula: cabeça, tronco, membros, geralmente apenas quatro. E entre as espécies civilizadas a necessidade de pelo menos dois membros manipuladores é praticamente um pré-requisito. Logo quase todas as espécies que viajam no espaço conosco são humanóides.

Isto é devido ao fato de que a vida civilizada é muito mais fácil ser criada em ambientes atmosféricos, e apesar da vida ser gerada em ambientes líquidos, mais propicio para a realização de reações químicas, a medida que ela consegue sair para um ambiente atmosférico, ela é capaz de ter fácil acesso aos três tipos básicos de estados da matéria: Sólido, líquido e gasoso.

Assim, para que uma espécie consiga modelar o ambiente e gerar tecnologia, ela necessita geralmente de um ambiente menos reativo do que o liquido, mas porem mais maleável, ou seja, os ambientes atmosféricos. Fogo, separação de fluidos, estabilização de sólidos, são processos bem complicados de realizar dentro de um ambiente líquido.

Mas os Piscis são a prova de que nem sempre isso acontece.

Primeiramente lembro da aparecia da espécie, uma espécie de polvo de 1,5 metros a 2 metros. Possuem cinco tentáculos, três usados na locomoção e dois para a manipulação de objetos. Seu corpo e cabeça são um só, possuindo dois grandes olhos periféricos, e quatro saliências com furos que tanto servem para respirar como para se comunicar. Não possuem boca propriamente dita e sim uma manta de onde surgem seus tentáculos que permite agarrar e digerir parcialmente o alimento fora do corpo, isso através da secreção de um muco ácido, que felizmente possui um cheiro cítrico, mesmo que em seu interior esteja acontecendo um processo de decomposição.

Continua…

Advertisements

2 Respostas to “OMNI: Mais estranhos que a ficção (Parte3)”

  1. Muito lega, já imagino naves com água dentro ou tanques robóticos para eles irem em outro planetas!

    Estou gostando muito desse cenário!

  2. […] OMNI: Mais estranhos que a ficção (Parte3) […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: