Heöe, o mundo dracônico


“… e Heöe se tornou o lar/prisão dos dragões, e foi de onde eles iniciaram a conquista dos mundos”

Final do poema da Queda dos Dragões

Não se sabe como Heöe era originalmente, mas após a queda de Kistos o mundo mudou completamente, quase toda vida pré-existente morreu no impacto, dois grandes faixas de terra se ergueram, uma ao redor do impacto e outra no ponto oposto ao impacto no outro lado do mundo!

Essas faixas de terra se moveram ao passar dos milhões de anos e se tornaram como são hoje. Foi conquistada durante milhares de anos pelos dragões, servindo como o centro do império de vários mundos. Até seu imperador ser derrotado pelos grandes heróis, culminando na destruição do império. No dia 26 do 4º mês do 333 ano após a queda, os cartógrafos de Daris iniciaram a empreitada de desenvolver um Mapa de toda Heöe, concluindo sete anos depois.

Os 6 Continentes

Heöe possui seis continentes distintos, divididos geograficamente e culturalmente. Alguns podem ser até pequenos para serem chamados de continente como Fortemar, mas suas importâncias os classificaram a parte do restante do mundo.

Fortemar:Essa grande ilha sempre teve status de continente devido a sua importância, e é o centro das forças que se rebelaram contra o império dracônico. Hoje dividida em várias nações, seu coração possui a cicatriz da guerra contra o dragão imperador: uma cordilheira com picos íngremes que sobem como lanças a centenas de metros de altura.

Draconorte: O maior continente, onde se refugiou a maioria das forças remanescente do império. O maior fator que contribui para isso é a existência da grande cordilheira dos Picos da Destruição em seu centro lar dos dragões marrons: dragões vorazes, quase feras, que mesmo mais fracos, se reproduzem muito mais rápido que outros dragões, e por isso conseguiram manter seu território. Vários reinos circundam a cordilheira, como o Reino do Senhor demônio, e as terras de vários humanóides selvagens como Orcs e Goblinóides.


Continente Ginfu: Ginfu é o nome do continente dominado pelos Dragões de Jade, dragões que ajudaram a derrotar as Nagas e se mantiveram neutros durante a guerra. Três culturas se misturam no reino, com vários clãs lutando sempre pelos desejos de seus dragões de Jade.


Ilhas centrais: Esse continente insular é dividido em Seis grandes ilhas, aqui se mantiveram as frotas derrotadas do Império Dracônico, sobe supervisão direta das frotas do Reino de Renja e Fhankorn. Aqui muitas companhias mercenárias, piratas e dragões mantém escondidos nas milhares de ilhas que borbulham entre as 6 grandes ilhas e entre os dois grandes continentes.

Sulnária: O grande sul ou apenas Sulnária, um continente gêmeo de draconorte, só que praticamente invertido. Aqui a expulsão dos dragões foi quase completa, mantendo quase todos os territórios conquistados por Exércitos da libertação. mas em alguns pontos a barbárie e o mal prevalecem, como no Reino dos necromantes de Necória e a barbárie de Anúria. A grande cordilheira dos Picos Eternos se tornou o lar dos Titanides e uma civilização alpina se formou utilizando essas criaturas como transporte.

Antória:Esse continente isolado e selvagem não foi usado pelos dragões para construção de nenhuma cidade ou domínio humano. Dizem que por causa do terror da mais terrível batalha travada por eles contra os Deuses Abraxianos, ou pela ameaça constante de gigantes. Aqui se tornou o lar de reinos élficos vivendo ao lado dos antigos Artmorianos e do povo do deserto dos sete ventos.

Outros pontos notáveis

O Grande Poço: um redemoinho imenso, que até o vento é sugado para suas entranhas, e que impede a navegação pelo mar de Sulnária. Criaturas abomináveis saem de suas profundezas, tornando os mares ao seu redor ainda mais perigosos.

A Fenda Orochi: No extremo oriente do continente draconorte uma fenda abriga um dos lendários dragões primordiais, Orochi. Dizem que nascido com 16 cabeças foi dividido em dois por Tar’Angaradon para que não sobrepujasse o próprio pai, agora com 8 cabeças aterroriza o povo deDalram.

Dentes do Sol: Grande pedaço de terra do continente de Sulnária é banhado por chamas e devastação, incinerando as montanhas e criando uma fenda fumegante com rios de lava. Essa característica sempre impediu que qualquer forma de vida se estabelecesse nessa região, inclusive os dragões. A fonte dessa destruição é Nesil, o grande sol amarelo, que jorra labaredas de chamas todos os dias, fazendo um corte diário em um mesmo circulo em de Heöe. Os dentes do sol continuam também no oceano, impedindo a circunavegação.

O que é Guerras Dracônicas?

Guerras Dracônicas é um cenário de RPG de fantasia, criado inicialmente para D&D 3ª Edição, até hoje o projeto se encontrava totalmente parado mas pretendo retorna-lo a ativa com todas as forças, inclusive com possibilidade de troca de sistema de regras (ou talvez usando o novo  Tormenta D20, ou o OGL 20, ou um possível sistema mais simples que venho desenvolvendo).

Veja também:

Finalmente o mapa está pronto!

Conto: O Início Parte 1

4 Respostas to “Heöe, o mundo dracônico”

  1. gostei da ideia do cenário meus parabens, assim como você gosto muito de dragões, contudo tenho algumas duvidas existe anões nesse cenário? existem outros reinos?Eles são bem isolados ou tem outro jeito de se comunicarem, pois pelo que vejo o mar é intrasponivel.

    gostei muito da fenda orochi, e do lugar chamado dentes do sol
    você poderia em um próximo post contar mais sobre eles

    Obs : se puder passa no meu blog!

  2. Tio Lipe "Cavaleiros" Says:

    Olá!
    Interessante a proposta cara, trabalha mais nela quando der. Cenários com dragões sempre devem ser trabalhados com cuidado para não virar uma zona.

    Até and Bye…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: